“NENHUM A MENOS”: SOZINHA NO MUNDO

No drama social de Zhang Yimou, uma menina de 13 anos assume responsabilidades adultas

Vencedor do Festival de Veneza, Nenhum a Menos (Not One Less/Yi Ge Dou Bu Neng Shao, China, 1999), o novo trabalho do diretor chinês Zhang Yimou, de Lanternas Vermelhas, tem como cenário a paupérrima escola rural de uma região montanhosa. Incumbida de substituir provisoriamente o professor titular, Wei Minzhi, uma garota de 13 anos, recebe uma única recomendação: não permitir que os alunos debandem (há também uma magra, mas muito bem-vinda, recompensa financeira em jogo). Quando um garoto particularmente rebelde foge para a cidade, pressionado pela necessidade de ganhar algum dinheiro para a família, a jovem professora parte em seu encalço, obstinada em resgatá-lo. As dificuldades pelas quais Wei passa são terríveis — mas as enfrentadas pelo fujão são ainda maiores. O filme é uma lição sobre como abordar temas sociais apoiando-se nos personagens, sem dogmatismo. Os atores, na maioria amadores, interpretam a si mesmos.

Uma consideração sobre ““NENHUM A MENOS”: SOZINHA NO MUNDO”

  1. Querida Isabela, amo suas críticas dos filmes. É meu guia para escolher os filmes. Você é clara, objetiva e fala com o coração ❤️. Uma joia rara nos tempos atuais. Seria possível dizer em qual streaming estão os filmes? Quase sempre você conta mas não encontrei esta informação no post deste filme. Muito obrigada por nos oferecer os posts. Grande abraço, Heloisa

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s