Divulgação

Rua Cloverfield, 10

Nesta produção de J.J. Abrams, o máximo de diversão com um mínimo de recursos


Veja aqui a vídeo-resenha

Em um bunker, uma garota e um rapaz se perguntam se o homem que os prendeu é um louco mal-intencionado, ou se de fato os salvou de um apocalipse que matou todos lá fora. E não deixe que contem a você mais nada — nada nada — sobre o filme que o estreante Dan Trachtenberg dirige com mão firmíssima para o suspense, e com delicioso senso de humor. J.J. Abrams, o diretor/produtor que comandou a ressurreição dos universos de Star Trek e Star Wars, faz questão de provar aqui que bom cinema, no fundo, ainda é simples assim: pode ser feito com um roteiro excelente (trabalhado por Damian Chazelle, o diretor de Whiplash), um diretor com domínio de sua função, um cenário e três atores — os soberbos Mary Elizabeth Winstead, John Goodman e John Gallagher Jr. É o que basta, e ainda sobra.

4 comentários em “Rua Cloverfield, 10”

  1. Na sua crítica vc acertou em cheio e até despertou minhaa curiosidade em ver o filme. Bom , roteiro amarrado produção barata que da certo. Mas….sem spollier. Os 10 minutos finais merecerem uma tesoura . … E o politicamente correto americano realmente já cansou .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s