divulgação

O Trailer Final de Star Wars – O Despertar da Força

Então, assim é que se faz trailer.

Uma pequena retrospectiva: vi o primeiro Star Wars na estreia dele, durante as férias de verão de 1977, e fiquei literalmente siderada – ninguém, àquela altura, imaginaria que era possível ter uma experiência tão vertiginosa, tão de fora deste mundo, no cinema.

Três anos depois, O Império Contra-Ataca reforçou e ampliou essa sensação: as dunas geladas de Hoth, os Empire Walkers, o antagonismo de vida e morte entre Luke e Darth Vader – era poderoso o trabalho do diretor Irvin Kershner. E então, em 1983, veio O Retorno de Jedi, com os ewoks, e a sensação começou a se desfazer.

E daí, em 1999, A Ameaça Fantasma, e depois O Ataque dos Clones em 2002, e A Vingança dos Sith em 2005: minhas desculpas e meu respeito, mas os Episódios I, II e III eram ruins de doer. Ninguém tira o lugar de George Lucas na história como o criador da saga; mas, como diretor, ele é fraquíssimo. Seu maior pecado, na minha opinião? Ter tirado o prazer de Star Wars de pessoas como eu, que gostavam muito da saga e tinham dela ótimas lembranças, mas que não eram fãs militantes. Nos Episódios I, II e III ou você já fazia parte da confraria, ou não estava convidado para a brincadeira.

Daí o meu entusiasmo com o trailer final de O Despertar da Força: era esse também o meu caso com Star Trek – gostava, mas sem nenhuma paixão. E, com seus dois filmes, J.J. Abrams mostrou que esse espectador pode ser incluído na brincadeira sem prejuízo do prazer do fã de carteirinha. Tenho só a mais vagas das ideias de quem seja Kylo Ren e nem sei se eu já deveria saber quem são Finn ou Poe Dameron. Mas achei o trailer envolvente e eletrizante, cheio de atmosfera e de suspense. Fiquei com vontade de ver o filme. Porque quero saber para onde J.J. está levando Star Wars e porque o trailer sugere, sim, um grande filme. Aí, J.J., assim é que se faz. Garantir a presença do público cativo é fácil – ele já é cativo. Seduzir o restante da plateia e fazer com que ela sinta que o dinheiro do seu ingresso foi bem empregado, esse sim é o trabalho de um diretor que se preze.


Trailer


Continuo assinando embaixo:

Fui xingada de tudo que se pode imaginar quando saiu a crítica reproduzida aqui, de Ataque dos Clones. Críticos muitas vezes mudam de opinião com o passar do tempo, e não há nada de feio em revê-la se a oportunidade exigir. Mas, neste caso, eu não mudaria nada.

5 comentários em “O Trailer Final de Star Wars – O Despertar da Força”

  1. Isabela,eu estou planejando uma maratona “Star Wars” mas não consigo assistir todos os filmes.É trabalho,faculdade e as estreias não ajudam.Nesse mês tivemos filmes de Ridley Scott,Robert Zemeckis,Denis Villeneuve,Guillermo Del Toro e nesse final de semana Steven Spielberg.Onde eu encontro tempo para iniciar essa maratona?

    Curtir

Deixe uma resposta para Rodrigo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s