divulgação

Que Horas Ela Volta?

Um filme excelente de uma ótima diretora.

Às vezes, quando um filme é realmente inteligente, ele oferece uma oportunidade única: a de colocar uma velha discussão sob uma luz completamente nova, tal a força com que a arranca do seu itinerário habitual.

É o que a diretora Anna Muylaert faz com a história da empregada Val (Regina Casé) em Que Horas Ela Volta?.

divulgação

Val trabalha para na casa de Carlos e Barbara (Lourenço Mutarelli e Karine Teles), no bairro paulistano do Morumbi, desde que o  filho deles, Fabinho (Michel Joelsas) era pequeno. Val limpa, lava e passa; cozinha, serve e tira a mesa; sacode Carlos da cama quando ele está dormindo demais, leva o copo d’água até a mão de quem tem sede. Quando Fabinho precisa de um chamego, não é a mãe que ele procura; é Val. Val é de todos, e todos são de Val: no arranjo peculiar que vigora entre uma família brasileira e sua empregada, trabalho e afeto estão tão entrelaçados que não é difícil, a ambas as partes, acreditar que a empregada faz parte da família. É o que Barbara diz a Val quando esta pede para hospedar em seu quarto sua filha Jéssica (Camila Márdila), que foi criada por parentes em Pernambuco e está vindo prestar vestibular para a USP: claro que Val pode hospedá-la. Afinal, Val “é da família”. Jéssica, porém, não quer saber de assumir a identidade que a espera na casa dos patrões da mãe, de “filha da empregada” – e, à medida que ignora, despreza ou afronta as regras tácitas, vai desmascarando a natureza aparentemente cordial desse relacionamento: ninguém pode ser “da família” se o que se espera dessa pessoa é, ao fim e ao cabo, dependência e subserviência.

divulgação

Da belíssima arquitetura do roteiro à interpretação calorosa de Regina Casé, no senso de humor e na maneira cheia de empatia com que abarca os muitos pontos de vista dessa ruptura, Anna Muylaert prova, mais uma vez, ser uma tremenda diretora: desde Durval Discos, que ela lançou em 2002, até É Proibido Fumar, Chamada a Cobrar e agora Que Horas Ela Volta?, tenho sempre a sensação, quando assisto a um filme dela, de que estou vendo algo profundamente pessoal e ao mesmo tempo exaustivamente depurado – sem complacência, sem autoindulgência, com preparo e com imensa disciplina e disposição para examinar o próprio trabalho.


Trailer


Que Horas Ela Volta?
Brasil, 2015
Direção: Anna Muylaert
Com Regina Casé, Karine Teles, Camila Márdila, Lourenço Mutarelli, Michel Joelsas, Helena Albergaria, Theo Werneck, Luiz Miranda
Distribuição: Pandora Filmes

Uma consideração sobre “Que Horas Ela Volta?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s