divulgação

Para Roma com Amor

Molto leggero

O encontro entre Woody Allen e Roma produz graça, simpatia e até alguma acidez – mas não faísca

divulgação

Em seu giro pela Europa, Woody Allen fez desde divertimentos despretensiosos até um ótimo filme (Vicky Cristina Barcelona) e dois outros que ficarão como destaques em sua carreira (Match Point e Meia-Noite em Paris). A Roma solar e hedonista desta sua nova parada, porém, não tem um ponto de contato firme com o temperamento do cineasta – não, ao menos, comparável à angústia de classes britânica, às pulsões eróticas que se associam à Espanha ou à promessa de um eu renovado encarnada por Paris. Na ausência de atrito, assim, não se produz faísca em Para Roma, com Amor. Produzem-se graça, simpatia, um tantinho de acidez e uma inesperada redenção cômica para Roberto Benigni. Numa das quatro tramas que, quando se tocam, é de forma tênue, Benigni é um sujeito comum que por uma vagaria qualquer os tabloides e a TV elegem como celebridade: querem divulgar se ele faz a barba antes ou depois do café da manhã, e se prefere o pão fresco ou torrado (ele nada de mais excitante teria a dizer). O sujeito se horroriza com a atenção – e então, quando a roda da fortuna gira, horroriza-se em perdê-la.

divulgação

Nos outros enredos, um casalzinho do interior se separa acidentalmente e vive aventuras com parceiros de ocasião (ele, com uma prostituta interpretada por Penélope Cruz); um talento da ópera (vivido pelo tenor Fabio Armiliato) é lançado por um produtor musical aposentado – o próprio Allen – mas, como só consegue cantar sob o chuveiro, tem-se sempre de levar um boxe de banho para o palco; e um estudante de arquitetura (Jesse Eisenberg) é aconselhado por uma projeção já madura de seu ego (Alec Bald­win) quando se apaixona por uma moça cheia de pose e de vento (Ellen Page).

divulgação

O formato é uma homenagem jovial de Allen ao filme em episódios distribuídos entre vários diretores, uma constante na produção italiana dos anos 60 e 70 – e é graciosa também a piada recorrente sobre como é fácil perder-se em Roma. Nos subterrâneos da brincadeira, contudo, pressente-se tensão: esta é a cidade de A Doce Vida, afinal, e o Allen cinéfilo e grande cineasta bem que gostaria de se testar contra um monumento como esse. Gostaria, mas não tem coragem (e é curioso notar que nem seu ídolo Ingmar Bergman o intimidou tanto). Ele assinala o gosto romano do prazer pelo prazer, mas abstrai dele o caráter ritualístico e substitutivo que repugnava Marcello Mastroianni no filme de Fellini. Nota a compulsão dos homens romanos por seduzir, mas tira dela todo o fundo trágico para se resumir ao farsesco. Inversamente, é a sua blague com o tenor de chuveiro que termina por causar certa tristeza: talvez não haja nenhum outro país no mundo em que se ouçam tantas belas vozes cantando para si, na rua, quanto a Itália, e castrar assim uma delas parece muito mesquinho. Pode ser, também, que o personagem provoque essa reação porque o próprio Allen parece estar se sentindo assim, com a voz meio limitada e incerta. Não é o caso de pedir que ele volte a Nova York, já que o passeio lhe tem feito muito bem do ponto de vista criativo. Mas, quem sabe, se poderia sugerir Florença da próxima vez. Na cidade de Dante, dos Medici e de Maquiavel, é mais provável que Allen soe afinado.

Isabela Boscov
Publicado originalmente na revista VEJA no dia 04/07/2012
Republicado sob autorização de Abril Comunicações S.A
© Abril Comunicações S.A., 2012

PARA ROMA, COM AMOR
(To Rome with Love)
Itália/Espanha/Estados Unidos, 2012
Direção: Woody Allen
Com Roberto Benigni, Jesse Eisenberg, Alec Baldwin, Ellen Page, Penélope Cruz, Judy Davis, Alison Pill, Fabio Armiliato, Ornella Muti, Woody Allen, Greta Gerwig, Giuliano Gemma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s