divulgação

O Garimpo da semana: Monsters

Não, este não o seu filme clássico de invasão alienígena. Nem de longe.

Uma sonda mandada a Europa, uma das luas de Júpiter, se espatifou sobre o México no seu retorno à Terra – mas trouxe consigo uma forma de vida que se deu muito bem por aqui, e que pouco a pouco está colonizando mais e mais áreas e erradicando delas os seres humanos..

Scoot McNairy, excelente como sempre, é Andrew, um fotógrafo que está cobrindo a “infecção” na América Central, onde ela aparentemente está se agravando mais e mais. A zona da fronteira entre México e Estados Unidos já está perdida: foi fechada por muros, é submetida a bombardeios aéreos constantes e ninguém pode circular por ela. Andrew, porém, é incumbido de escoltar Samantha (Whitney Able, também ela ótima), a filha de seu patrão, da América Central até os Estados Unidos. Nenhum dos dois quer a companhia do outro, mas eles serão obrigados a tolerar-se: as tentativas de arranjar transporte falham, e eles se veem na contingência de atravessar a zona proibida de barco, por regiões desoladas, onde a presença dos alienígenas é pressentida na destruição, na sensação de ameaça, nas eventuais rajadas de balas no meio da mata. Às vezes eles são vistos – apenas de relance, ou numa imagem de um noticiário.

Monsters é um road movie, é uma alegoria sobre o pânico não raro irracional dos americanos em relação aos imigrantes que vêm por essas mesmas rotas tentar cruzar sua fronteira, é uma viagem de autodescoberta e também da descoberta de que o mundo em que se vive não necessariamente é como se imagina. É também, pouco a pouco, bem devagar, pisando com muito cuidado para não escorregar em nenhum clichê, uma espécie de romance. No último ato, finalmente avistam-se os alienígenas, e eu garanto que a cena é de tirar o fôlego: é linda, lírica, inesperada.

E quem fez esse filme tão original, tão diferente e tão cheio de atmosfera? Pois foi o inglês e então estreante em longa-metragem Gareth Edwards que, com um orçamento minúsculo, rodou tudo em locação, fez a câmera, fez os efeitos, recrutou os atores e figurantes entre o pessoal dos lugarejos em que estava filmando (exceto Scoot McNairy e Whitney Able, claro, que são profissionais do melhor gabarito – e que logo depois se casaram). Gareth Edwards, sobretudo, usou a imaginação, e tirou dela um pequeno colosso. Um talento assim não passaria despercebido, e a Warner rapidamente tratou de contratar Edwards para fazer Godzilla. E então, como é praxe entre os grandes estúdios, imediatamente tratou de pasteurizar tudo e não deixar que Edwards mostrasse nada do que o torna tão especial. Quem sabe ele dá mais sorte na Lucasfilm/Disney: Edwards já está trabalhando em Rogue One: A Star Wars Story, que deve ser lançado em dezembro de 2016. Que a Força esteja com ele.


Trailer


MONSTERS
Inglaterra, 2010
Direção: Gareth Edwards
Com Scoot McNairy, Whitney Able

9 comentários em “O Garimpo da semana: Monsters”

  1. Isabela, como eu dei a dica, sinto-me na obrigação de avisar. Acabei de ver Monsters 2. É uma bomba sem tamanho. É um filme muito mais bem acabado que o primeiro, com muito mais produção, porém é uma salada. O diretor, Tom Green (mas não aquele Tom Green), tenta fazer uma metáfora da incursão dos EUA no Oriente Médio, talvez usando os aliens como analogia para a guerra ao terror. Poderia funcionar.
    Mas o resultado é um pastiche de Black Hawk Down com personagens rasos e esquecíveis, gritaria e choradeira. E QUASE NENHUM monstro.

    Uma pena. Mas se quiser arriscar…

    Curtir

  2. Nossa! Acredita q tava lembrando desse filme ontem mesmo? To querendo rever. Gostei muito do universo criado por Edwards. Coloco “Monsters” junto com “Trollhunters” como os filmes de ficção mais legais e estranhos dos ultimos tempos. 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s