Em “O Som do Silêncio”, todas as cores do desespero

Como uma baterista de metal que está perdendo a audição, Riz Ahmed coloca o espectador de frente com um daqueles momentos em que a vida tira o chão à gente

Assista aqui a resenha em vídeo:

Uma consideração sobre “Em “O Som do Silêncio”, todas as cores do desespero”

  1. Isabela Boscov, você se emocionou ao falar sobre “O Som do Silêncio”?!
    Sou seu fã desde sua crítica de “Seven”, de 1995, que me ensinou a enxergar o cinema e o modo de escrever críticas de um modo muito construtivo.
    Muito obrigado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s